Quem gosta de tapioca?

NOSSA GENTE


Nas comunidades do rio Purus é tempo da "farinhada". Tempo de fazer farinha, antes das águas cobrirem tudo, para abastecer a dispensa com o alimento principal do ribeirinho: a farinha. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Às vezes acontece da ‘roça não dá boa’, como diz o ribeirinho. A mandioca não cresceu muito ou cresceu muito fina e mal dá para a fazer a farinha para o ano todo. Porém, quando a ‘roça dá bonita’ sobra mandioca para fazer a goma e até farinha de tapioca. Foi o que aconteceu na comunidade do Sacado. Os missionários participaram do processo para tirar a goma da mandioca a fim de estreitar mais os laços de amizade e confiança.

O primeiro passo é ir até o roçado, feito na praia, e lavar a mandioca na beira do rio. Depois sevar a mandioca, passar numa grande peneira e deixar num recipiente para que, naturalmente, separe o pó da água. No dia seguinte está lá: a goma embaixo e a água por cima. Então, trocar essa água e por uma nova e deixar descansar novamente. No outro dia, a goma está pronta para o consumo.


Ter goma de tapioca em casa é ter café da manhã e lanche garantido! 😉

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo