Informativo de janeiro/19

Cercados por uma moldura geográfica, histórica e cultural de isolamento, abandono e pobreza, milhões de pescadores artesanais e ribeirinhos do Brasil se espalham pelas praias e por entre as encostas das ilhas e dos manguezais, margens de rios e igarapés. Um painel gigantesco no qual se combinam os tons acinzentados da desesperança, das múltiplas enfermidades sociais presentes na ausência de estruturas de saneamento básico, saúde e educação. Mais do que tudo, a ausência do conhecimento genuíno do CRISTO do Evangelho.


É para esse cenário que o SENHOR tem dirigido os olhos da MEAP ao longo de mais de trinta anos.


Uma visão do Alto orienta os esforços de pioneiros e obreiros de campo, equipes de apoio e igrejas enviadoras, pastores e conselheiros, profissionais voluntários e equipes de curto prazo, parceiros mantenedores e guerreiros de oração - uma vasta rede de amigos que foi se expandindo e servindo como instrumento nas mãos do Supremo Artista que vai restaurando, com sutil delicadeza e perfeição, a obra de Sua criação que o pecado um dia feriu e arruinou. Assim, aquela tela antes descolorida e manchada, começa a receber as cores da multiforme graça de DEUS.

Este jeito especial que tem o ETERNO, fez surgir aqui e ali dezenas de comunidades de discípulos e adoradores do Cordeiro com suas milhares histórias de transformação. Em um esforço de restauração da dignidade roubada, a população é socorrida em suas agudas carências.


A missão entre pescadores e ribeirinhos não é, como dirá a canção popular, um desenho numa folha qualquer, rabiscos fáceis que fazem surgir um sol amarelo. E jamais será, a caminhada missionária, uma estrada que não sabemos aonde vai dar.


As marcas da pintura da graça podem ser vistas em vários cantos no caminho que a MEAP tem feito no litoral de São Paulo, Paraná, Bahia, Piauí, Maranhão, nos rios do Amapá, Pará, Amazonas. Todavia, muito há por se fazer.


Na certeza de que Aquele que começou a restaurar a Sua obra irá completa-la, louvamos a Deus por sua participação e de outros amigos e parceiros que, com seus dons, talentos e recursos, labutam lado a lado conosco, neste ministério.

A fé compartilhada vê e vai bem mais longe. Vamos juntos, em um esforço de fé e obediência, a várias mãos, trabalhar na restauração de uma grande aquarela que um dia, enfim, não descolorirá.


Pr. Amauri Vassão

Diretor e Mobilizador da MEAP

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo