Mesmo distantes uns dos outros...

Em tempos de quarentena, as atividades coletivas estão suspensas, mas o nosso cuidado com as crianças e suas famílias continuam. Continuamos o ministério nas vilas, abençoando o povo, dando orientações, encorajando e doando alimentos para os que carecem. Aqui, compartilharemos o que Deus já nos deu o privilégio de vivenciar nos campos:



Creches, na Bahia – Parceria com Missão Pescadores

Muitas crianças vivem com medo da violência doméstica que presenciam diariamente. O pai que bate na mãe, os gritos e surras bloqueiam as crianças de aprender, levam os jovens às drogas e prostituição. O medo, devido a pobreza, leva as pessoas a não se moverem para o que é direito delas: saúde pública, justiça, benefícios e gera um ciclo de abandono, mais medo e pobreza. Deus tem nos usado para dizer: Não tenham medo! Ele venceu a morte, ressuscitou e pode nos dar vida!




Doce Lar, no Amapá

Kevellyn é uma das crianças que Deus nos deu para cuidar. Quando chegou no Doce Lar tinha sete anos e já vai fazer doze. Seus pais não são cristãos e vivem um casamento conturbado. Ela participa na igreja, mesmo sem apoio deles, e tem dado testemunho dentro de sua casa. Sua mãe sempre fala de sua obediência e participação nos afazeres e cuidado com as irmãs. Ela decidiu que quer ser batizada este ano. Seus pais permitem, mas a mãe tentou convencê-la a não fazer isso, argumentando que a filha ‘não vai poder se divertir’, mas ela foi firme e disse que quer reafirmar seu compromisso com Deus, por meio do batismo, e quer que todos vejam que ela escolheu o Senhor Jesus.

Doce Lar, no Pará

Nossa equipe decidiu desenvolver este ano um tema do universo das crianças - Os Super-heróis, trabalhando em versão contemporânea sobre “heróis bíblicos”. Tanto na Bíblia, como no mundo dos super-heróis, conseguimos perceber, sem dificuldade, quem são os heróis e quem são os vilões e seus temperamentos. Com base nisso, buscamos de forma pedagógica, lúdica e comparativa mostrar que na Palavra de Deus encontramos pessoas como nós (com necessidades, defeitos etc.) que encontraram a solução para todos os seus problemas em Deus. O foco principal continua sendo levar nossas crianças a um encontro pessoal com o maior Herói do mundo: O Nosso Senhor Jesus Cristo.



Meu Peixinho, no Piauí

Planejamos a implementação do Meu Peixinho na comunidade Passarinho, onde moram 250 pessoas e sem nenhuma presença do evangelho. Em 2005 eles negaram nossa entrada lá. Como enfrentavam sério problema com água potável, com a colaboração de parceiros, perfuramos um poço semi artesiano que, para a glória de Deus, deu água de excelente qualidade. Por meio dessa ação as portas se abriram e eles permitiram a moradia de missionários. Conseguimos recursos para a construção de uma base multifuncional que atenderá 40 crianças no Meu Peixinho e onde serão realizados os cultos.

Vamos nos empenhar para que nossos braços, mesmo nestes dias difíceis, continuem abraçando nosso povo nas ilhas e nas margens dos rios. Afinal, mesmo distantes uns dos outros, ‘importa fazer Cristo conhecido’.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo